Comunicado Importante
19 de fevereiro de 2016
Giro de Notícias – Edição 74
24 de fevereiro de 2016
Exibir tudo

Importância do Relacionamento com o Participante

Caso do Volvo

Um colega estava procurando um carro novo para comprar e, para isso, efetuou várias pesquisas de todos os modelos disponíveis no mercado.

Através das pesquisas de satisfação dos clientes, constatou que o Volvo era um dos carros mais bem feitos, confiáveis e seguros, ou seja, cientificamente falando, o carro reunia todas as características para influenciar a sua compra. Isto deveria ter sido levado em conta, certo?

Pouco depois, ao ser questionado como andava a compra do automóvel, ele informou ter optado pela aquisição de outra marca, apesar de toda avalição técnica, científica e pesquisa de opinião que havia levantado ter apontado que a melhor compra seria o da marca Volvo.

Indagado pelo motivo da mudança, depois de toda aquela pesquisa que apontava para o Volvo, a justificativa, no primeiro momento irracional, foi de que ele ficara sabendo que o cunhado dele teve um Volvo e que o mesmo apresentou alguns problemas.

Moral da história: Uma má experiência vivida por alguém colocará em cheque as centenas de boas experiências compartilhadas. Dessa forma, um único relato negativo de um participante terá mais força junto aos demais do que inúmeras ações positivas da entidade. Isso porque nosso cérebro se concentra mais em relatos reais e sociais do que em estatísticas frias e chatas.

O ponto central no relacionamento participante/entidade é sempre buscar um excelente atendimento e, caso isso não ocorra, intermediar a reconciliação e não apenas a resolução do problema. Para que a experiência do participante seja satisfatória, é necessário que todos os profissionais de atendimento, em todos os pontos de contato, estejam alinhados com este propósito.

A missão principal das entidades de previdência complementar é garantir o pagamento sustentável da suplementação de aposentadoria após a vida laboral. Para tanto, a comunicação e o relacionamento são imprescindíveis, além da disseminação de uma educação previdenciária de qualidade, especialmente com relação à sensibilização dos jovens para projetar o futuro, dando continuidade ao ciclo laboral e contributivo.

Mais próximos e confiantes, e ainda, com maior conhecimento, os participantes terão uma postura ativa tanto no que diz respeito à formação de suas reservas quanto à propagação das relações implantadas com a entidade, planejando, de forma mais consciente, a aposentadoria.

A transparência sempre foi uma premissa da Diretoria da Eletra, que busca, a cada dia, como as demais fundações, o aperfeiçoamento da comunicação. “Esta tarefa é construída ao longo dos anos e poderia ser destruída, a qualquer momento, com um pequeno deslize. Por isso, é tão importante que a comunicação seja continuamente trabalhada.”, destaca o Presidente, Luiz Humberto Urzedo.

 

Cadastro Atualizado: fundamental para você e para a Eletra

 

Ter previdência complementar é uma forma de garantir a aposentadoria mais tranquila. A consistência do cadastro é base primordial para tal garantia. Significa que é imprescindível mantê-lo sempre atualizado. Esses dados são fundamentais para que o cálculo do benefício seja realizado da maneira correta, com hipóteses atuariais assertivas, evitando, na hora do pagamento, surpresas negativas para os beneficiários.

Toda Fundação precisa conhecer bem o perfil do participante. Para tanto, é necessário atualizar informações de dados como sexo, estado civil, data de nascimento. Em um cadastro atualizado, nos casos de fatalidade, os dependentes, devidamente cadastrados, não precisarão recorrer à Justiça para requerer o benefício de suplementação de pensão.

A atualização cadastral traz segurança e proteção tanto para a fundação quanto para os dependentes dos participantes. Entre em contato com a Eletra e mantenha seus dados sempre em dia.

Na Eletra, o recadastramento anual é obrigatório a todos os assistidos e pensionistas, devendo ser realizado, sempre, no mês de aniversário de cada um, sob pena do cancelamento do pagamento de seu benefício, conforme previsão contida no artigo 84, parágrafo único, do Regulamento do Plano Celgprev, ou ainda, no artigo 83 do Regulamento do Plano Eletra 1.

Para os participantes ativos, o recadastramento é obrigatório sempre que houver qualquer alteração, seja com relação aos seus dependentes ou até mesmo alguma mudança de endereço.

A Eletra reitera a importância de manter atualizado seu cadastro, pois ele é a garantia de ter seus direitos sempre resguardados, uma vez que todo cálculo de benefício leva em consideração as informações existentes no mesmo, que é de responsabilidade do participante.

Para facilitar a atualização, a entidade ressalta que a mesma pode ser realizada pessoalmente, pelo portal institucional da entidade, ou ainda, via encaminhamento de mensagem eletrônica. Se você é participante ativo, poderá se recadastrar, também, por meio de ligação telefônica.

A Eletra solicita a colaboração de todos os participantes! Mantenha seu cadastro atualizado e evite surpresas negativas!

 

A Eletra firma parceria com o Banco Itaú para verificação de dados junto ao SISOBI – Sistema de Controle de Óbitos da DATAPREV

 

O objetivo dessa parceria é adquirir mais uma ferramenta de mitigação de risco, ou seja, a ELETRA terá condição de identificar, com maior rapidez e segurança, o eventual falecimento de algum beneficiário, evitando a ocorrência de pagamentos indevidos de benefícios. O custo desta parceria é viável para a Fundação, uma vez que os resultados advindos da mesma serão de extrema importância para assegurar que os pagamentos efetuados destinam-se, de fato, a quem de direito. “A intenção da Diretoria da Eletra, com mais esta medida, é proteger o patrimônio dos planos de benefícios administrados pela entidade contra possíveis fraudes e pagamentos indevidos, mantendo, dessa forma, a confiabilidade dos dados cadastrais dos participantes e assistidos.”, afirma Antonio Cardoso, Diretor de Benefícios da Fundação.