Giro de Notícias – 250 – 13/11/2019
13 de novembro de 2019
EletraNews – 26/11/2019
26 de novembro de 2019
Exibir tudo

Giro de Notícias – 251 – 20/11/2019

Guias de Sustentabilidade da Abrapp reforçam
práticas ASG no sistema

A Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar) lançou no mês de outubro dois guias de sustentabilidade para auxiliar as associadas na utilização de práticas Ambientais, Sociais e de Governança (ASG). O trabalho de elaboração das duas publicações foi realizado pelo Comitê de Sustentabilidade da Abrapp, que é coordenado por Raquel Castelpoggi e pelo Diretor Vice-Presidente, Luiz Paulo Brasizza. As duas publicações, Guia Prático para Integração ASG na Avaliação de Gestores e o Guia para Elaboração de Relatório Anual e de Sustentabilidade, foram lançadas em formato de e-Book durante o 40º Congresso Brasileiro da Previdência Complementar Fechada.

“O Comitê de Sustentabilidade é um âmbito muito ativo e engajado que tem realizado um trabalho fundamental. O lançamento dos novos guias representa um divisor de águas para a prática ASG entre as entidades e os gestores externos”, diz Luiz Brasizza.
O “Guia Prático para Integração ASG na Avaliação de Gestores”, iniciativa da Abrapp e da Sitawi Finanças do Bem, com apoio institucional do PRI e do CDP, é uma atualização da publicação “Guia da EFPC Responsável: Seleção e Monitoramento de Gestor Terceirizado com Critérios ASG”, lançada em 2017 pelas mesmas instituições. Raquel Castelpoggi explica que a elaboração do novo guia foi motivada pela necessidade de atualização dos critérios ASG à Resolução CMN 4.661 (Artigo 10) e Instrução Previc n. 06, ambas de 2018. “O novo guia representa um material de incentivo para se trabalhar o tema ASG de maneira mais efetiva, muito mais que antes. Nós tomamos o guia anterior e fizemos um trabalho de aderência aos novos normativos”, disse.

O principal objetivo é fornecer diretrizes e ferramentas para apoiar as EFPC (Entidades Fechadas de Previdência Complementar) na evolução de suas práticas de investimento responsável, em especial, na avaliação da capacidade do gestor terceirizado em integrar aspectos ASG na gestão de investimentos. Além das associadas da Abrapp, o guia também pode ser útil aos gestores de recursos, como diretriz para incorporação de práticas de investimento responsável em seus fundos.

“Na maioria dos casos, a implementação ASG detinha nível aspiracional básico. Quem já tinha práticas medianas ou sofisticadas, elas eram aplicadas internamente e muito pouco na terceirização da gestão”, disse Gustavo Pimentel, Diretor Executivo da Sitawi, durante Apresentação Técnica no 40º CPCF, que marcou o lançamento público do guia. Ele destacou que a demanda da integração ASG das fundações para os gestores era ainda baixa.

Luiz Brasizza ressalta a existência de ferramentas práticas para a avaliação dos gestores
externos. Nesse sentido, o guia traz questionários atualizados que permitem a elaboração de uma espécie de ranking para medir a utilização das práticas sustentáveis pelos gestores de recursos.

Relatório anual – Ainda durante a apresentação no Congresso, Tatiana Assali, da Resultante Consultoria, falou sobre o Guia para Elaboração de Relatório Anual e de Sustentabilidade. “O foco e o objetivo dessa publicação trazem novas diretrizes de forma simples, prática e direta para que todas as EFPC, independente do porte e complexidade, consigam criar mecanismos de comunicação para mostrar o que fazem nos temas ASG”, destacou. Tatiana mostrou o escopo do livro e destacou que o papel da EFPC no desenvolvimento sustentável é comunicar aos públicos de interesse o modelo ASG. “Hoje temos oportunidades de investimento e de mudança. Comunicar o que se está fazendo gera maior transparência e dá maior credibilidade reputacional à entidade”, complementou.

A presente publicação é uma atualização do Guia Relatório Anual elaborado em 2012. Foram introduzidas as orientações do Global Reporting Initiative (GRI), além dos ODS – Objetivos da ONU para o Desenvolvimento Sustentável e dos TCFD (Task Force on Climate-related Financial Disclosures). “Com o lançamento dos novos planos família que devem atingir cada vez mais a geração millennials, a prática ASG ganha maior relevância. As novas gerações são muito mais exigentes com a prática de sustentabilidade”, aponta Raquel. Ela ressalta ainda que o novo guia traz orientações bem mais simples que o anterior para que as entidades possam elaborar seus relatórios.

A apresentação que marcou o lançamento dos guias foi prestigiada também por uma palestra do Diretor de Fiscalização da Previc, Carlos Marne. Após as palestras, os guias foram lançados no estande institucional da Abrapp (foto acima).

(Fonte: Notícias Abrapp)