Eletra alerta os funcionários das patrocinadoras sobre a importância de aderir ao Plano Celgprev.
21 de setembro de 2018
Giro de Notícias – 204
3 de outubro de 2018
Exibir tudo

Giro de Notícias – 203

COMO USAR A REGRA DOS 3 RS PARA O SEU DINHEIRO RENDER MAIS

 

Para manter o estilo de vida atual, após a aposentadoria, além de contar com um plano de previdência complementar fechado é importante controlar o orçamento familiar com inteligência.

A regra dos 3Rs é um princípio, criado originalmente para a gestão de resíduos sólidos, com foco na redução de danos ao meio ambiente, mas que pode ajudar – e muito – na organização e no controle do orçamento doméstico de forma estratégica.

Veja como aplicar essa técnica nas suas finanças para evitar desperdícios e gastos desnecessários.

Por que adotar estratégias para controlar o orçamento?

Buscar o equilíbrio entre o que se ganha e o que se gasta é responsabilidade financeira, um tema relevante independentemente de idade e renda.

Só assim é possível melhorar as finanças em curto, médio e longo prazo para conquistar objetivos e desfrutar de benefícios, como:

1)Estabilidade financeira para situações imprevistas, como crises ou desemprego;
2)Educação financeira familiar, para que todos em casa saibam economizar;
3)Definição das prioridades familiares presentes e futuras.

O resultado imediato do controle do orçamento doméstico é a redução de gastos supérfluos, a realização de compras mais conscientes e a utilização de recurso — como luz e água — sem desperdícios.

O que é o método dos 3Rs para controle do dinheiro?

A ideia desse método é propor boas práticas para que escolhas e ações no cotidiano sejam sustentáveis. Nesse momento, você deve estar perguntando: “o que isso tem a ver com o meu dinheiro?”.

A resposta está no consumo consciente. A utilização racional de coisas e recursos é o primeiro passo para poupar dinheiro e, assim, viver de maneira sustentável sob a perspectiva ambiental e financeira.

Como usar a regra dos 3Rs para fazer o dinheiro render mais?

É importante compreender o que os 3Rs propõem para, então, aplicar essa estratégia na sua vida financeira.

Reduzir

O princípio de reduzir prevê o consumo de menor quantidade de produtos, com preferência por aqueles que gerem menos resíduos e durem por mais tempo. Perceba que qualquer conta pode ter seu valor reduzido, você deve apenas ter disposição para tomar algumas atitudes.

Você pode, por exemplo, modificar seus hábitos de consumo, rever planos de internet, renegociar o financiamento da casa própria, etc. Tenha em mente que o objetivo é diminuir gastos supérfluos, como alimentação fora de casa, passeios e cafezinhos após o almoço.

Por mais que você ache que o impacto dessas ações é pequeno em seu orçamento, ao gastar R$ 2,50 por dia com um café, você terá desembolsado R$ 75 em 30 dias e R$ 900 em um ano.

Reutilizar

O reaproveitamento de objetos é outra prerrogativa do método. É o caso de levar aquela bota no sapateiro ou a calça jeans na costureira. A mesma lógica pode ser aplicada às embalagens e aos utensílios domésticos, como o pote de sorvete, que poderá ser reutilizado para outros fins na cozinha.

A ideia não é acumular itens desnecessários, mas sim reutilizar o que for possível. Então, use caixas para organizar armários, conserte o que estiver quebrado e busque alternativas para aquilo que parece inviável.

Reciclar

A ideia, nesse caso, tem a ver com revender aquilo que for mal utilizado. Essa atitude inclui roupas, móveis, eletrodomésticos, brinquedos, sapatos e muito mais. Redes sociais e brechós online facilitam a comercialização desses itens.

Para decidir o que vender, pense há quanto tempo deixou de usar aquele produto e se ele será de alguma serventia em um futuro próximo. Com a venda desses itens, você evitará o acúmulo de coisas e ainda ganhará uma renda extra.

Como você pôde perceber, os 3Rs são uma boa prática para fazer seu dinheiro render de verdade. Que tal aplicar essas ideias no seu cotidiano?

(Fonte: www.seufuturovalemais.com.br)