Giro de Notícias – 214 – 19/12/2018
19 de dezembro de 2018
Giro de Notícias – 215 – 09/01/2019
9 de janeiro de 2019
Exibir tudo

EletraNews – 21/12/2018

ELETRA – UM BALANÇO POSITIVO DO ANO DE 2018

Por ser este o último ELETRA NEWS de 2018, consideramos oportuno, dentro da filosofia/obrigação da Diretoria Executiva de total transparência na gestão da Entidade, fazer uma breve retrospectiva do ano que está se encerrando.

E, na nossa avaliação, embora vários desafios tenham sido impostos à Fundação, inegavelmente, o balanço foi altamente positivo.

Apesar das crises e das instabilidades que assolaram o Brasil, que impediram a retomada do crescimento da economia no patamar desejável, e ainda, da baixa taxa de juros da SELIC, que refletiu na remuneração dos títulos públicos, a ELETRA deverá fechar o ano de 2018 com uma rentabilidade acima da meta atuarial, demonstrando, dessa forma, o acerto das estratégias definidas para os investimentos realizados pela Fundação.

A redução do quadro de empregados do principal patrocinador da ELETRA, que ensejou o aumento nos resgates e na concessão de benefícios e, consequentemente, a diminuição do custeio administrativo, apesar de ter exigido um esforço na contenção das despesas da Fundação, inclusive, com o redimensionamento do número de colaboradores, diante dos ajustes procedidos, não comprometeram a qualidade do seu funcionamento e nem, tampouco, prejudicaram o equilíbrio atuarial dos planos de benefícios.

Os pleitos contidos nas ações ajuizadas por ex-participantes, nas quais os mesmos questionam os critérios de atualização das reservas de poupança resgatadas, não vêm sendo acolhidos pelo Poder Judiciário. O recente entendimento, manifestado pelo Superior Tribunal de Justiça, consolidado em sede de recursos repetitivos (REsp n. 1.551.488 – MS 2015/0207723-0, Rel. Min. Luis Felipe Salomão, j. 14/06/2017, DJE 01/08/2017), rechaçando a pretensão daqueles participantes que optaram pela migração de planos (no caso da Fundação, do Plano ELETRA 1 para o CELGPREV), vem sendo seguido por todas as Câmaras Cíveis do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás.

As diversas auditorias externas (auditoria independente e dos patrocinadores) e a fiscalização efetivada pela PREVIC, imprescindíveis para propiciar a necessária segurança aos participantes e assistidos, ainda que tenham apresentado sugestões, sempre bem vindas, de melhorias nos controles e na governança da ELETRA, não apontaram, como já era esperado, qualquer irregularidade passível de uma responsabilização dos gestores da Fundação.

A nova Resolução do Conselho Monetário Nacional, que impede que a entidade fechada de previdência complementar tenha, na sua carteira, investimentos diretos em imóveis (os investimentos nesse segmento somente poderão ocorrer por meio de fundos imobiliários), determinou a decisão de vender a atual sede da Fundação que, a partir da segunda quinzena de janeiro/2019, funcionará no seguinte endereço: Avenida T-11, n. 451, 2º andar, no Edifício Fabbrica Office, salas 206 a 2013, no Setor Bueno.

E não poderíamos deixar de ressaltar que todos esses resultados positivos são frutos de um trabalho coletivo e harmônico que perpassa por todos os órgãos de governança da ELETRA (Diretoria Executiva, Conselhos Deliberativo e Fiscal, além do Comitê de Investimentos), do valoroso quadro de colaboradores da Fundação, da qualidade dos prestadores de serviços parceiros, do apoio dos patrocinadores e, principalmente, da confiança dos participantes e assistidos, sendo estes a razão da existência da Entidade.
A todos vocês o nosso agradecimento e que tenhamos um 2019 repleto de paz, sucesso e energia para superarmos os novos desafios que, certamente, surgirão ao longo do ano.

Boas festas!

Diretoria Executiva da ELETRA