Eletra participa, mais uma vez, de reunião mensal da Afacelg
15 de setembro de 2015
Edição 14 – As melhores dicas de educação financeira para jovens
15 de setembro de 2015
Exibir tudo

Eletra promove treinamento para os dirigentes da fundação

A Diretoria Executiva da ELETRA, ciente da necessidade de qualificar cada vez mais seu quadro de dirigentes (membros da Diretoria, dos Conselhos Fiscal e Deliberativo, bem como do Comitê de Investimentos), está promovendo, no auditório da entidade, durantes este mês de setembro/2015, um Treinamento de Atuária, específico para os Gestores de Fundos de Pensão, com foco nos planos de benefícios administrados pela Fundação (Eletra 01 e Celgprev).

O referido treinamento está sendo ministrado pelo sócio proprietário da empresa WEDAN, que é a consultoria atuarial responsável pelos planos de benefícios administrados pela ELETRA. Daniel Pereira também é palestrante de cursos e seminários junto à ABRAPP e à ANCEPP, possuindo vasta experiência neste ramo.

O curso, que se iniciou nesta semana (09 e 10.09.15), terá duração de 20 (vinte) horas, sendo distribuído em 05 (cinco) manhãs (8h às 12h), com conclusão nos próximos dias 16, 17 e 22.09.2015. Durante a exposição, que contará com material específico, customizado para a ELETRA, estão sendo demonstrados casos práticos e aplicáveis, de forma dinâmica e constante, em sincronia com a experiência da Fundação e em observância à legislação previdenciária vigente.

A abordagem conta com temas de extrema relevância para o conhecimento e capacitação de conselheiros, diretores e técnicos da Fundação: Introdução à legislação previdenciária vigente; responsabilidade dos dirigentes e patrocinadoras; modalidades de planos de benefícios; regulamentos e notas técnicas atuariais; a ciência atuarial e o atuário; modelo decremental; funções de comutação e rendas atuariais; regimes e métodos de financiamento; estudo de aderência de hipóteses e premissas atuariais; influência das hipóteses e premissas para fins de Avaliação Atuarial e no custo e custeio do plano; solvência econômica e financeira; ganhos e perdas atuariais; exemplos quantitativos; equacionamento do déficit e utilização de superávit; e Parecer de Demonstações Atuariais.

“A Diretoria Executiva está muito satisfeita com o resultado parcial desse treinamento, uma vez que o comparecimento dos membros dos Conselhos Deliberatio e Fiscal, bem como do Comitê de Investimentos da Fundação, foi maciça, demonstrando o interesse e comprometimento daqueles que são os representantes das patrocinadoras, dos participantes e dos assisitidos da ELETRA”, destacou o Presidente, Luiz Humberto Urzedo.

“É muito importante que a ELETRA, por meio do patrocínio do Programa de Educação Financeira e Previdenciária da Fundação, possa proporcionar o aperfeiçoamento dos dirigentes e do quadro técnico da entidade, sem qualquer custo para as patrocinadoras, participantes ou assisitidos”, ressaltou o Diretor Administrativo-Financeiro, Wisley Pimenta.

SEGUINDO A TENDÊNCIA DO MERCADO DOS FUNDOS

 DE PENSÃO, ELETRA ADQUIRE TÍTULOS PÚBLICOS

 

Seguindo a tendência do Mercado dos Fundos de Pensão, no primeiro semestre de 2013, o Conselho Deliberativo da Fundação ELETRA aprovou a Estratégia de Investimentos em Títulos Públicos Federais. A tese se baseia nos seguintes fatores:

i. As NTN-Bs são indexadas pelo IPCA e a meta atuarial da Fundação é indexada pelo INPC, índices que apresentam historicamente variações semelhantes;

ii. A partir das Resoluções CNPC ns. 15 e 16, a meta atuarial vai oscilar de acordo com a taxa de juros da NTN-B;

iii. O investimento apresenta melhor relação risco-retorno, com elevada sinergia em investimentos de longo prazo, e ainda, total alinhamento previdenciário.

O objetivo da estratégia de investimentos em Títulos Federais é desenhar uma carteira de papéis longos atrelados ao IPCA que vincule com os vencimentos do fluxo de pagamento dos benefícios do plano. Devido à característica da população de assistidos, que recebe uma renda mensal vitalícia, essa carteira deve proporcionar uma ótima cobertura do passivo atuarial. Essa abordagem busca, além de imunizar o fluxo futuro, reduzir os riscos de reinvestimentos, o que se torna muito importante diante da expectativa declinante, no longo prazo, das taxas de juros no Brasil.

Imediatamente após à aprovação da estratégia apresentada, a Diretoria da Fundação vem sistematicamente adquirindo Títulos Públicos Federais do tipo “B” (NTN-Bs), nos leilões realizados pela Secretaria do Tesouro Nacional. Até o dia 26/08/2015, foram adquiridos R$ 132 MM (cento e trinta e dois milhões de reais) em Títulos Públicos Federais, cujas taxas atendem à meta atuarial dos planos administrados pela Fundação (Eletra 01 e Celgprev), situando-se entre IPCA + 5,60% a.a. (cinco inteiros e sessenta centésimos por cento ao ano) e IPCA + 7,20% a.a. (sete inteiros e vinte centésimos por cento ao ano).