ELETRA esteve presente no 36º Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão, realizado no período de 07 a 09 de outubro de 2015, em Brasília/DF

Giro de Notícias – Edição 59
21 de outubro de 2015
Giro de Notícias – Edição 60
28 de outubro de 2015
Exibir tudo

ELETRA esteve presente no 36º Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão, realizado no período de 07 a 09 de outubro de 2015, em Brasília/DF

Este Congresso, que é o maior evento do segmento de previdência complementar fechado da América Latina, reúne mais de três mil profissionais, das mais diversas áreas de atuações dos fundos de pensão (dirigentes, técnicos, representantes do governo e prestadores de serviços) e, neste ano, teve como tema “MATURIDADE, DESAFIOS E OPORTUNIDADES”.

O Presidente da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar – ABRAPP, José Ribeiro Pena, assim define o evento: “O Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão é o maior congresso realizado e também o melhor, pela qualidade técnica e pelo nível de participação.”

A ELETRA foi representada naquele Congresso pelo Presidente, Luiz Humberto Urzedo; o Diretor Administrativo-Financeiro, Wisley Pimenta; o Presidente do Conselho Deliberativo, Sérgio dos Santos; o Conselheiro Fiscal, Fernando Diniz; o Assessor Jurídico, Luiz Fernando Brum e o Gerente de Controle, André Luís.

O Presidente da Diretoria Executiva salientou que, apesar dos custos do evento e da preocupação em não prejudicar o funcionamento regular da entidade durante o período de realização do Congresso, o objetivo da entidade foi propiciar uma maior disseminação do conhecimento técnico, fazendo uma distribuição equitativa daquelas inscrições nos diversos órgãos colegiados e da estrutura organizacional da Eletra. “A filosofia da atual administração é compartilhar o máximo possível a gestão da Fundação, mediante uma participação mais efetiva dos conselheiros e do seu corpo técnico, buscando sempre a excelência dos serviços prestados aos participantes e assistidos. Para isso, o conhecimento técnico é fundamental, razão pela qual temos buscado investir na formação dos nossos profissionais.”

O Diretor Administrativo-Financeiro destacou a oportunidade de fazer um intercâmbio de informações com os profissionais de outras entidades. “Como participamos de um segmento que não concorre entre si, já que cada entidade tem o seu próprio nicho de atuação, a cooperação e a troca de experiências são frequentes, principalmente, durante o Congresso.”

O Presidente do Conselho Deliberativo ressaltou que “a responsabilidade dos conselheiros pelas mais diversas e importantes decisões estratégicas da Fundação exige uma formação cada vez maior e a participação no Congresso foi uma ótima oportunidade para agregar novos conhecimentos.”

Já o conselheiro fiscal destacou a organização do evento e a qualidade das apresentações técnicas. “As informações de qualidade obtidas durante o Congresso, que primou pela organização, sem dúvida, serão de grande valia para a minha atuação como Conselheiro.”

O Assessor Jurídico da Eletra, Luiz Fernando Brum, além de ter ministrado uma palestra técnica sobre o tema “A Previdência Complementar Fechada no Congresso Nacional – Análise dos principais projetos de lei”, na qual teceu uma avaliação crítica das propostas legislativas que tramitam na Câmara Federal e no Senado e que tem reflexos no nosso segmento, participou, também, de duas obras jurídicas lançadas durante o Congresso.

Eletra News - 23.10

Brum coordenou a produção do livro “Reflexões sobre a Lei Complementar 109 – Um enfoque para a previdência complementar fechada”, escrita por advogados que integram a Comissão Técnica Regional Centro-Norte de Assuntos Jurídicos da ABRAPP. Naquele livro, o Assessor Jurídico da Eletra discorreu sobre o tema “Regime Disciplinar no âmbito da previdência complementar fechada”. “Prestes a completar quinze anos de vigência da Lei Complementar n. 109 que, inegavelmente, constitui-se num dos mais relevantes marcos legais para o regime de previdência complementar fechada, a reflexão sobre os seus efeitos faz-se oportuna, sendo este o propósito da obra.”

O advogado da Eletra é coautor, também, de outro lançamento: “Questões jurídicas contemporâneas na previdência complementar fechada – Coletânea de Artigos”, no qual escreveu sobre o tema: “Regulação – A busca do equilíbrio dessa atividade estatal para torna-la um importante instrumento de fomento da previdência complementar fechada”.